Desafio Beto Carrero: 36km de EMOÇÃO em um parque temático
fevereiro 5, 2020

Quando um corredor se inscreve numa prova, antes de pensar em qualquer performance, ele quer se divertir. E essa diversão inclui várias coisas num dia de corrida. Seja a festa do pré ou pós-prova, a resenha com os amigos, a diversão durante o percurso, a busca pela melhor foto quando está correndo ou com a medalha, subir no pódio, e assim por diante. A sensação que eu tenho quando me inscrevo em uma corrida é a mesma de uma criança quando ela sabe que vai passar um dia inteiro ou algumas horas num parque de diversões. E que sensação maravilhosa, porque a gente sabe que vai ser divertido demais.

Aí já pensou sentir essa mesma alegria de uma criança, e juntar com algo que você ama fazer? E é isso que eu quero compartilhar com vocês. Correr num parque de diversões, ou melhor no maior parque temático da América Latina, o Beto Carrero World, em Penha (SC) que no fim de janeiro deste ano (2020) recebeu o Desafio Beto Carrero, promovido pela Corre Brasil.

A primeira edição do Desafio em 2019 recebeu cerca de 2000 atletas, que escolheram correr um, dois ou os três dias de provas: 5, 10 e 21km. Uma proposta aprovada pelos corredores, tanto que na segunda edição a corrida reuniu 2500 atletas de 19 estados brasileiros. Ou seja, 55% deles vieram de fora de Santa Catarina. Isso mostra a proporção que a prova tomou e que entrou no calendário dos corredores do país. Essa é a única corrida nesses moldes na América Latina, e foi inspirada no Desafio da Disney, 36km em três dias ou 78km em quatro dias.

Do total de atletas 600 fizeram o desafio – 50% a mais do que no ano passado. Eles correram os 36km em três dias - ou em cerca de 36 horas contando o tempo entre o início e o fim. Pra mim, essa é a grande magia do evento. Vivenciar uma nova experiência. Algo que eu não imaginei que faria tão cedo. Porque o normal pra mim, é antes de uma prova longa de 21km ou 42km, é descansar pelo menos dois ou três dias até o desafio.

Mas e como é correr o Desafio Beto Carrero. É mágico, é incrível, é sensacional.  Quando me inscrevi, primeiro surgiu a euforia. Uma alegria de poder fazer parte do evento e buscar algo novo no meu currículo de atleta. Depois, a busca pelo treinamento focado e orientado pelo meu treinador. Correr dias seguidos e até em dois períodos, e com um volume semanal que se compara a determinados períodos de quem se prepara para uma maratona. Em seguida, diante dos resultados dos treinos, veio a confiança e a ansiedade de viver três dias de corrida.

Ansiedade porque não temos parâmetro quando se trata de algo novo. Eu não fazia ideia de como o meu corpo iria reagir diante dos 36 quilômetros, com poucas horas de descanso. Correr 5km na noite de sexta, 10km na noite de sábado e 21km na manhã de domingo. Mas eu sabia que o desafio pra mim, começaria na largada da meia maratona, mesmo essa sendo uma distância que eu tenho experiência.

No primeiro dia, eu larguei com uma estratégia de prova. Só que ela foi, digamos assim, abortada durante o percurso. Eu queria correr os 5km em um determinado ritmo, para poder aguentar bem os outros dois dias. Um pensamento bem normal, não é mesmo? Mas a energia da prova, dos corredores, dos personagens do parque que interagiam com a gente, fez com que eu mudasse de planos. O ritmo estava mais forte do que planejado, e eu decidi deixar o corpo me levar. Resultado, um RP – recorde pessoal – na distância. Fiquei feliz demais e ainda mais ansiosa para seguir com o Desafio.

Vinte e quatro horas depois começou tudo de novo. Aí para correr 10km. Lá fui eu, tentar seguir a estratégia. E novamente, não consegui. Meu pace foi bem melhor do que eu esperava. Quase mais um RP na distância.

Terceiro dia. Foi quando definitivamente começou o desafio para mim. Mal tinha saído do parque, e lá estava eu novamente pronta para correr. E como planejar um ritmo se eu nunca tinha vivido nada parecido. Eu só pensava em me preservar, principalmente no início para dar conta do recado. Tinha ainda outro desafio que era enfrentar o calor, o normal de um dia de verão, mesmo largando às 6h30 da manhã.

Surpreendentemente, meu corpo encarou a prova de 21km como única. Como se eu estivesse largando numa meia maratona, fora de um desafio de 36km. Sem a carga dos últimos dois dias. E foi nisso que eu pensei a prova toda. “Como nosso corpo é incrível. Ele é uma máquina. Como nossa cabeça é forte, basta treiná-la.” Terminei os 21km com um dos meus melhores tempos em meia maratona.

Concluí o Desafio Beto Carrero com tempos maravilhosos. Me senti muito bem nos três dias. Uma sensação maior do que dever cumprido. Eu mostrei mais uma vez, pra mim mesma, o quanto sou capaz, que um sonho é feito para ser realizado, basta acreditar nele.

Apesar de entrar no desafio bem treinada e com a mente preparada, o que também fez a diferença nos resultados, foi ter corrido sempre muito feliz, sem cobrança de tempo e desejando viver tudo aquilo. Quando você entra num desafio assim, seja o que for, tudo se torna mais fácil. E o retorno não é nada menos do que uma felicidade extrema.

Correr três dias, três provas mexe com a nossa imaginação, ainda mais quando o ambiente é um parque de diversões. Você corre num lugar que realiza sonhos de crianças e adultos. Num espaço onde tudo é pensado para a alegria do visitante. Onde todos estão com a mesma energia. Escuta o som dos animais no zoológico, encontra os personagens que saíram da telinha ou do teatro. Onde os staffs entram nesse mundo de fantasia e te motivam ainda mais.

Correr o desafio cria expectativas. Afinal, nos expõe a uma nova aventura e proporciona uma explosão de sentimentos, que até pode ser comparada a de uma montanha russa como a Fire Whip e a Big Tower, com 100 metros de queda livre.

Que venha o Desafio Beto Carrero 2021. O que já está muito bom promete ser ainda melhor. Vamos juntos?

Confira como foi o Desafio em 2020:

Créditos Fotógrafos: Flavio Chiarini, Fabricio Jachowicz e Anderson Pinheiro

Participou da corrida? COMPRE SUAS FOTOS AQUI

Bons treinos e felizes corridas!

Sabine Weiler
Jornalista e Corredora
@sabineweilerjornalista

 

marketing
Veja também
Siga no Instagram
Instagram
Programe seu próximo evento