É Possível se manter sempre motivado na corrida?
março 12, 2020

O que seria de nós sem motivação? Fácil não é, concorda? Para tudo o que definimos na vida, precisamos de alguma motivação que nos leve ao nosso objetivo. E na corrida também é assim. Encontramos um motivo para iniciar no esporte ou se inscrever numa prova. E ele sempre vem à mente quando precisamos de um empurrão para seguir no caminho, até chegar onde queremos! ​Esse "motivo" é que mantém nossa motivação.

Treinar com uma meta definida é o que me faz sentir ainda mais viva na corrida. Me impulsiona e me tira de qualquer  zona de conforto. Quando vou correr, sempre lembro porque escolhi estar naquele lugar, cumprindo aquele treino. Seja na esteira, na rua, no morro, ou mesmo acordando super cedo num fim de semana pra participar de uma prova que vai servir como preparação.

Os treinos para uma maratona, por exemplo, são mais exaustivos. Aquele que antes era o longo do fim de semana se torna o longuinho do meio da semana. O fortalecimento é ainda mais essencial. A rotina tem que encaixar com todos os compromissos profissionais e pessoais. Mas e como achar motivação para tudo isso?

Primeiro você tem que estar confiante com a sua escolha. Saber que algumas coisas vão mudar diante da sua decisão de correr 21km, 42km ou mesmo estrear em alguma outra distância. Depois, seguir à risca os treinos e não deixar qualquer obstáculo fazer você desistir ou adiar o seu planejamento. Feito isso, o grande dia vai chegar e você vai se realizar e agradecer tudo o que viveu e aprendeu. E é bom demais! Uma sensação maravilhosa!

Então, depois do sonho realizado, vem uma outra questão: como se manter motivado? Já ouvi muitos corredores dizerem que depois de fazer uma maratona, fica difícil achar outro foco para continuar treinando. Alguns optam por umas férias da corrida – o que faz muito bem, quando elas forem um período determinado de descanso, que é necessário depois de uma prova de 42km. Mas às vezes, o que acontece é que alguns atletas acabam estendendo o tempo parado e não encontram ânimo para voltar à rotina. Aquilo que seria um mês de férias passa para dois, três e até quatro, como aconteceu com um amigo maratonista.

Isso não quer dizer que o corredor não tenha mais paixão pela corrida. Provavelmente faltou objetivo pra ele, ou viveu o que podemos chamar de Depressão Pós Maratona. Eu confesso que nunca vivi essa fase. Depois de todas as cinco maratonas que eu fiz, no dia seguinte eu já estava pensando quando seriam os próximos 42km – uma distância que eu nunca imaginei que fosse me conquistar do jeito que conquistou. Até acho que foi previsível, porque no fim do primeiro ciclo, eu ainda não tinha estreado na maratona e já pensava na segunda. Tanto que um dia depois de cruzar a tão sonhada linha de chegada, já estava me inscrevendo para outra, tamanha a minha euforia.

Mas sei que não é a realidade de todos, e entendo perfeitamente. O ciclo para uma maratona acaba exigindo muito do atleta. Aqueles eventos sociais, nem sempre estarão na agenda. Dormir até tarde no fim de semana, se torna raro. A alimentação fica ainda mais regrada e tem que ter disciplina.  A dedicação é muito grande e o corredor deve levar essa fase de forma leve. Nessa fase de preparação o apoio de quem está por perto, também é fundamental.

Passados os 42km vem aquela sensação de “liberdade” novamente. Colocar em dia os compromissos com a família, geralmente estão em primeiro lugar. Aí as coisas vão fluindo tão bem, que dar as primeiras corridinhas depois do período de descanso, pode ser mais difícil para alguns atletas. Até porque dependendo do tempo que ficou parado, recuperar a performance pode levar alguns dias, talvez duas, três semanas. Mas nada de desanimar!  Essa é a hora de buscar uma nova motivação.

A dica que eu dou e utilizo como estratégia é ter uma prova foco depois da maratona. É uma forma de me manter motivada e logo querer voltar à rotina de treinos. A maioria das vezes, já estou inscrita para um 21km, ou como no ano passado, planejando outra maratona para três meses depois.

Eu sempre treinei sozinha, sem equipe presente, apenas com as orientações do meu treinador. Mas eu acredito que correr com parceria, ajuda muito. Então, marque com um amigo para um treino no fim de semana, mesmo que ele não tenha o mesmo ritmo que você. Só por ter um compromisso com alguém, você se vai se sentir mais motivado para sair de casa e correr.  Afinal, é quando acordamos que muitas vezes vem aquele pensamento mais difícil de controlar, ou ainda, quando deixamos a corrida para o fim do dia.  Sempre acaba aparecendo algo para tirar o foco. Nesse caso você tem que ser mais forte!

Se você estiver passando por esta fase, busque agora mesmo uma prova para se inscrever. Seja ela curta ou longa como uma maratona. Programe os seus dias e horários para cumprir os treinos. Lembre-se das sensações ao terminar uma corrida, ou quando cruza uma linha de chegada. Pense em tudo o que você conquistou com as suas escolhas. Olhe com orgulho para as suas medalhas – elas são os símbolos das suas vitórias e da sua superação. Veja suas fotos e lembre-se das emoções daquele momento eternizado!

E para finalizar, te digo o que pode ser o mais importante. Assim como você já se motivou com outros corredores, tem gente que se motiva em você, que te admira e que pode ter entrado nesse mundo mágico da corrida incentivado por você.

Bora buscar novos sonhos, novas experiências e conhecer o mundo correndo!

Bons treinos e felizes corridas!
Sabine Weiler
Jornalista e Corredora

@sabineweilerjornalista

Foto: Cesar Delong - Fotógrafo Foco Radical

Pessoas foto criado por master1305 - br.freepik.com

marketing
Siga no Instagram
Instagram
Programe seu próximo evento