Efeito do Álcool no Organismo
agosto 18, 2020

Sair para beber faz parte da nossa cultura, mas será que o atleta é prejudicado ao consumir bebida alcoólica?

Existem relatos de atletas de alto desempenho que apresenta ou apresentou problemas com álcool.

O maior problema da ressaca é a desidratação dos músculos que o álcool promove no corpo. Ressaca já é difícil para pessoas comuns imagina aguentar treinamentos intensos depois de 3 ou 4 caipirinhas ou algumas latinhas de cerveja.

Os efeitos do consumo excessivo de álcool são perceptíveis em qualquer pessoa, mas em atletas o consumo, mesmo que moderado, no dia que antecede uma competição, ou no dia da mesma pode interferir e muito em sua performance. O atleta que consome bebidas alcoólicas antes da prática da atividade, sem dúvida, irá perder rendimento mais fácil que um atleta com mesmo condicionamento e que não ingeriu álcool.

O consumo de álcool traz inúmeros danos ao atleta, sendo que os mais frequentes são comprometimento da habilidade motora do atleta; dificuldade de absorção de vitaminas que são imprescindíveis para o bom desempenho; aumento da perda de líquido pelo corpo, ocasionando desidratação, que aliada à prática esportiva pode ser muito danosa para o atleta; dificuldade de manutenção da temperatura corporal, o que pode levar à hipotermia em lugares mais frios; acúmulo de gordura, devido a alterações no metabolismo; enfraquecimento muscular, a perda de resistência para exercícios continuados e aumento da pressão arterial, fatores estes que estão altamente relacionados ao sucesso na atividade praticada; sonolência, o que torna os movimentos, assim como o raciocínio do atleta, mais lentos.

Além de treinamentos e uma boa alimentação, para que um atleta consiga atingir seus objetivos e alcançar bons resultados é muito importante se atentar ao fato de que o consumo de bebidas deve ser levado em conta na prática de atividades, portanto controle seus hábitos. Não ingira bebidas alcoólicas antes da prática de atividades físicas.

Treinar de ressaca melhora ou piora:

Acontece que os problemas que o álcool trás para as pessoas e principalmente para os atletas começam pelo rim: o atleta começa a desidratar porque a perda de líquido pelo corpo é maior. Na pele, acontece a vasodilatação periférica, o que acarreta na perda de calor podendo levar a hipotermia em lugares mais frios. Acúmulo de gordura, porque altera o metabolismo de açúcar e gordura corporal. E os problemas continuam: enfraquecimento muscular; perda de resistência para um exercício continuado ou um programa de treinos; aumento da pressão arterial; comprometimento da habilidade motora; inibe a absorção de vários tipos de vitaminas, inclusive o complexo B – e com isso atrapalha o crescimento muscular e acontece perda de massa magra (músculos) –; afeta o SNC (Sistema Nervoso Central), e isso no atleta implica na diminuição da velocidade e resposta do corpo. Sem contar a mistura de suplementos para explosão e bebida alcoólica não devem ser misturados, ou o efeito pode ser “panela de pressão”. Geralmente os pré treinos são a base de cafeínas, pimentas, taurinas e gengibres que aumentam a pressão sanguínea.

Ou seja, esqueça o treino se tiver feito ingestão de bebida alcoólica em maiores quantidades. Faça uma super hidratação com água de coco, suco de frutas e alimentação leve. Redobre o consumo de água para ate mesmo 4 litros. Faça repouso e retorno aos treinos após 24horas ou quando a ressaca estiver longe de você.

Importante lembrar que a atividade física e consumo excessivo de álcool não combinam e a escolha é sua.

Suco anti-ressaca:

Ingredientes

  • 1 copo (250ml) de água de coco
  • 2 fatias de abacaxi
  • 4 folhas de hortelã
  • Lascas de  gengibre
  • 3 pedras de gelo
  • 1 folha de couve

Modo de fazer

Bater tudo no liquidificador e tomar de imediato.

O abacaxi e a couve contêm vitamina C, que melhora o sistema imunológico e deixa o corpo mais resistente. A hortelã alivia o mal-estar, pois tem função anestésica. A água de coco hidrata e ajuda na eliminação de resíduos. O gengibre é um potente anti-inflamatório que ameniza problemas estomacais como enjoo e náuseas.

 

Bianca Passos "Nutri que corre"
Nutricionista Clínica, funcional e Esportiva.
@biancapassosnutriquecorre 

marketing
Siga no Instagram
Instagram
Programe seu próximo evento