Correr no Deserto do Saara
janeiro 15, 2020

Ali babá e os quarenta ladrões, Aladdin e a lâmpada mágica, as mil e uma noites... e por ai vai, histórias que ouvimos na infância e pareciam tão distantes e inatingíveis, mas graças a prática regular da corrida e a organização Mountain Do, o sonho se tornou realidade.

Claro que para chegarmos ao ponto de conseguirmos correr 25k em um deserto, existe sim, um preparo, uma logística, a busca de conhecimento, e assim por diante.

Nós corremos e treinamos juntos a 8 anos, e sempre que possível competimos na modalidade casal (ou dupla mista), em Curitiba somos o casal embaixador de um projeto @esportepraviver onde visamos trazer mais casais para a prática de atividade física juntos, neste caso a corrida e a bicicleta.

Temos uma rotina de treinamento diária, com coach, nutricionista e periodicamente médicos. Além de participarmos provas regularmente todos os finais de semana em várias partes do Brasil e do mundo, o que nos credencia a correr grandes distâncias em ambiente extremos, como o Saara, aliando turismo com a prática do esporte.

O preparo da mala com assessórios, como: tênis, suplementos e roupas, requer tempo e dedicação para que tudo saia bem. Para mais detalhes do que levamos, e algumas dicas e estratégias postamos em nosso canal no Youtube um vídeo sobre.

Corremos os 25k do Deserto do Saara, o deserto mais quente do mundo, e o segundo maior em extensão. Corrida difícil, dura, cansativa e ao mesmo tempo prazerosa, com a sensação de segurança o tempo todo, feito por uma grande organização.

O ponto de partida foi o Hotel Tombouctou do grupo Xaluca na cidade de Merzouga, e fomos em direção as dunas de Erg Chebbi. Largamos cedo, a temperatura estava baixa, com uma sensação de frio, em torno dos 12 graus e chegamos mais ou menos com 21 graus, o tempo todo pisando em areia fofa, o que torna muito mais cansativo, mas o belo visual durante todo o percurso fazia esquecer o cansaço, motivando, empolgando e nos fazendo conquistar a dobradinha dos primeiros lugares gerais dos 25k. Temos um vídeo em nosso canal bem detalhado do dia anterior e de praticamente toda a corrida, onde da para ter um boa noção do que vai encontrar na prova.

Após nossa corrida fomos conhecer um pouco mais de Marrocos e partimos de Merzouga para Marrakech. No caminho passamos pelos desfiladeiros de Todra, localizado na parte oriental da cordilheira do Alto Atlas, situado a noroeste da cidade de Tinghir.

Dormimos uma noite na cidade de Dadès, no hotel Xaluca Dadès e seguimos caminho passando pela rota das 1000 Kasbahs. Conhecemos Aït-Ben-Haddou e Ouarzazate que abrigam as famosas Kasbahs, que são casas fortificadas típicas do Marrocos, construídas de argila, estrume e palha, onde foram filmados: "O Gladiador”, a “Múmia” e “Babel”, além da série “Game of Thrones” e da novela brasileira “O Clone”.

Chegamos em Marrakech onde passamos duas noites e conhecemos alguns parques, palácios e o famoso mercado de quase mil anos, localizado dentro da medina, lá negociamos lembrancinhas  e tomamos um rústico suco de romã espremida a punho por um ambulante. Passamos bem!

Temos um vídeo no canal da nossa parte mais turística de Marrocos. Assista aqui

Agradecimento especial a equipe Foco Radical que eternizou nossos momentos com uma excelente cobertura fotográfica.

Confira algumas fotos da prova:

Confira nosso Canal no Youtube Ele e Ela Correr e Viajar

Elaine Pauly Cervilha
Elessandro Vasque Cervilha

Fotos por: Heitor Pergher e Christian S. Mendes

 

marketing
Veja também
Siga no Instagram
Instagram
Programe seu próximo evento