História da jovem preocupada com a saúde que resolve iniciar na corrida de rua

Uma jovem com vontade de mudar seu estilo de vida, preocupada com a saúde resolve iniciar na corrida de rua. A meta: correr uma quadra. Você conhece esse enredo? Estamos falando do longa-metragem A Maratona de Brittany (EUA – 2019) com direção e roteiro de Paul Downs Colaizzo baseado na história de vida de uma de suas amigas, mas que também poderia ser a história de Luiza, da Paula, do Cristina, da Lidiane, e uma série de outros nomes.

O filme conta a história de Brittany (Jillian Bell), uma jovem de quase 30 anos com uma vida mediana. Trabalha para sustentar a independência, mora com a amiga e nas noites do fim de semana a balada toma conta da agenda. Mas o mundo gira e, por ironia do destino, ela resolve se consultar com um médico na busca por drogas para divertimento. O diagnostico, porém, a assusta: obesidade, péssima qualidade do sono e problemas no fígado.

Maratona de Britanny, foto divulgação
Foto: Prime Video

Incentivada por uma propaganda antiga do “correr é um esporte gratuito” e “você só precisa de força de vontade” a “loira baladeira” resolve calçar seu All Star e correr. Inspirada também pela vizinha corredora matinal assídua e pela ideia de não gastar nada para ser saudável, Britanny inicia na corrida de rua.

A transformação que todo corredor ama

Não estamos diante de um filme além das expectativas e com certeza não concorrerá ao Oscar de roteiro, direção ou por elenco. Mas, com certeza é uma produção que todo corredor de rua deveria assistir para renovar seus votos com o esporte mais democrático do mundo.  Se você esqueceu como começou ou quer recuperar a vontade de correr, assista!

Acompanhamos a saga da Brittany passo a passo. Em primeiro momento ela corre e curte os minutos de sacrifício, falta de fôlego e volta com roupas suadas. Normal, esperado diante de uma atividade física tão completa como essa. Mas, logo a jovem entende que há um prazer envolvido em tudo isso e se sente muito melhor depois da atividade física. Ela cantarola sobre isso em mais uma das centenas das corridas matinais, abandonando as baladas e bebedeiras para não faltar ao treino.

Ao se olhar no espelho ela percebe as primeiras mudanças. Neste momento o corredor estará gritando mentalmente no sofá: “comigo foi assim também!!!”. Primeiro o rosto afina, as blusas começam a folgar, a calça já fecha sem sacrifício e… aquela corridinha para pegar o metrô antes do trabalho já não é tão ruim. O humor muda, as cantadas na rua elevam o ego… e Brittany se torna uma corredora.

Maratona de Britanny o filme, foto divulgação
Foto: Prime Video

Moral da história de A Maratona de Brittany

A Maratona da Brittany é um filme para relembrar o amor e o prazer de correr. Como meta a jovem resolve ao lado dos amigos do grupo de corrida treinar para 42 km. Quem é apaixonado por corrida vai entender de cara a ideia: é preciso ser muito comprometido com o esporte para treinar para uma maratona. Muito mesmo!

O filme tem vários motivos legais para se tornar um bom programa de família em casa. Ele consegue navegar entre um tema comum (superação) de uma forma especial. Afinal, não temos muitos filmes sobre corrida de rua que não seja sobre personalidades históricas ou recordistas. Este é um filme sobre corrida, simples assim. Conta a história de todos os corredores ao mesmo tempo, de todos os apaixonados por uma maratona que viram ao longo dos 42 km a superação pessoal cruzar a linha de chegada.

Assista o Trailer

Trailer: Maratona de Brittany

A Maratona da Brittany está disponível na plataforma Amazon Prime Video: Clique para assistir.

Por: Lidianne Andrade
Jornalista e Fotógrafa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.